Mancha escura toma conta do costão da Niemeyer na Praia de São Conrado

Água escura e com mau cheiro jorra de galeria.

RIO – Uma mancha escura e com forte mau cheiro tomou conta do costão da Avenida Niemeyer, em São Conrado, na Zona Sul do Rio, na manhã desta segunda-feira. Desde as primeiras horas da manhã, uma grande quantidade de dejetos está sendo despejada no costão. A água negra brota da parte inferior da mureta do calçadão.

Não é a primeira vez que Marcelo Farias, um dos um dos fundadores do movimento “Salvemos São Conrado”, flagra despejo de dejetos no trecho. Há três semanas, o mesmo problema causou danos ambientais na orla. O ativista ambiental contou que fez as fotos no começo da manhã desta segunda-feira.

Em nota, a Cedae informou que a galeria não pertence ao sistema da Companhia, que não opera galerias de águas pluviais. “Vale informar que técnicos estiveram hoje no local e constataram que não há vazamento na rede da Companhia e o sistema está operando normalmente.”

Já a Fundação Rio-Águas, órgão da prefeitura responsável pela rede de água pluvial, informou apenas que mandou uma equipe ao local.

O canto esquerdo da faixa de areia da Praia de São Conrado é considerado um dos melhores lugares do Rio para a prática do surfe e do bodyboard, mas, nos últimos anos, muitos adeptos desses esportes deixaram de frequentar a área, com medo de contrair doenças.

Em 2015, diante de um cenário de risco e temendo que a sujeira provocasse doenças, a organização da etapa brasileira do Circuito Mundial de Surfe desistiu de manter São Conrado como alternativa para a etapa realizada na praia do Pepê, na Barra da Tijuca.

Fonte: O Globo | Marcelo Farias

Link: https://oglobo.globo.com/rio/mancha-escura-toma-conta-do-costao-da-niemeyer-na-praia-de-sao-conrado-21783751