Quiosque do Rock in Rio é inaugurado

Espaço na praia de Copacabana conta com programação musical e loja com 40 produtos personalizados.

Foi em total clima de hip hop a inauguração do quiosque do Rock in Rio na sexta-feira (18), em Copacabana, O lançamento do quiosque atraiu a atenção de quem passava pelo calçadão.O crew que vai animar o Palco Street Dance deu uma palinha do que fará no festival.

– Tivemos um receio de não ter aceitação do público de metal, por exemplo, por darmos uma roupagem de dança de rua às músicas mais pesadas. Mas tivemos uma ótima recepção dos fãs de todos os estilos nas últimas edições. Isso só aumenta a nossa confiança e vontade de fazer cada vez melhor – explicou Felipe Ursão, coreógrafo do grupo.

Este ano, o time de dançarinos vai contar com a participação de uma drag queen e um cadeirante entre os performers.

– Assim como as danças urbanas se adequam a qualquer estilo de dança, também podem se adequar a qualquer estilo de vida. A dança de rua abraça todos. Nossa intenção é mostrar que somos todos iguais e acrescentar artisticamente ao trabalho tudo o que eles têm para oferecer – destacou Ursão.

Uma espécie de posto avançado do Rock in Rio em Copacabana, o quiosque temático promete esquentar o público e a cidade para o evento. O espaço conta com lounge e mesas que serão ponto de encontro dos fãs da boa música até o fim desta edição, além de uma loja com 40 produtos personalizados, como bonés, camisetas e cangas.

– Queremos que as pessoas comecem a se preparar, no clima do “eu vou”. Aqui, elas podem vir para bater papo, montar os looks para o festival com os produtos que estão à venda, curtir um happy hour com a trilha sonora do festival. É um ponto de referência com ambiente e clima do evento – comentou Mariana Lellis, coordenadora de marketing do Rock in Rio.

O esquenta para o festival vai ser animado. De quinta a domingo, o quiosque contará com programação musical, entre bandas e DJs que prometem animar o público. A DJ Karla Gasparini vai marcar presença uma vez por semana e já prepara o line up do que vai tocar.

– Vamos fazer uma “salada musical” para todo tipo de público, mas sempre tocando os sucessos de artistas que estarão nesta edição e daqueles que já participaram. Podemos soltar um hit da Lady Gaga e, em seguida, um clássico de Alceu Valença, por exemplo – explicou.

O analista de sistemas Marcus Vinicius Pinto, de 59 anos, acompanha todas as edições do Rock in Rio de casa. Mineiro de Belo Horizonte, estava passeando pela orla quando o quiosque chamou atenção dele.

– Eu gravo todos os dias de festival e depois assisto cada detalhe. O espaço aqui está show de bola – comentou Marcus.

A manicure Roseane Nogueira, de 31 anos, está passando as férias no Rio e aproveitou para comprar uma lembrança na loja.

– Meu sonho era poder vir para o Rock in Rio. Gostaria de ver o Maroon 5. Já que não dá para vir, vou levar um boné de recordação – disse Roseane.

Foto: Marco Sobral | O Globo